Home / Destaque / Alegretense está entre estudantes da UFSM que irão participar de imersão na Globo em São Paulo no Profissão repórter
Joy Buteco

Alegretense está entre estudantes da UFSM que irão participar de imersão na Globo em São Paulo no Profissão repórter

Foto: Arquivo Pessoal
Stêvão e Juliano foram selecionados pelo Globo Lab e vão para São Paulo em junho

2.500 jovens participaram das oficinas do Globo Lab Profissão Repórter, realizadas em 11 cidades do Brasil no mês de março. Caio Cavechini e Eliane Scardovelli, do Profissão Repórter, falaram da rotina de trabalho no programa e como a condução das matérias é fundamental para contar uma boa história.

Quem participou das palestras recebeu o desafio de produzir, em dupla, uma reportagem em vídeo para o Globo Lab. Os autores das 10 reportagens selecionadas vão participar de uma semana de imersão na Globo em São Paulo e cocriar com Caco Barcellos e equipe.

Dois estudantes de jornalismo da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) foram selecionados para participar de atividades do programa Profissão Repórter, da Rede Globo. Juliano Castro de Alegrete , 22 anos, e Stêvão Clós Limana, 19, produziram uma reportagem com o tema ‘Mulheres na Construção Civil de Santa Maria’ e ficaram entre os 10 vencedores do concurso nacional, que contou com 184 inscrições.

Os acadêmicos participaram, inicialmente, de uma oficina do Globo Lab que ocorreu na Unisinos, em São Leopoldo, no mês de março. A oficina percorreu 11 cidades do Brasil e teve mais de 2 mil inscritos. Lá, eles receberam orientações para a produção de uma vídeo reportagem , em dupla, em que os autores das melhores matérias seriam convidados para uma imersão na sede da emissora. Agora, eles se preparam para embarcar para São Paulo, no dia 3 de junho, onde, durante uma semana, vão vivenciar os bastidores do programa Profissão Repórter.

Na reportagem, Juliano e Stêvão, que foram os únicos selecionados do Rio Grande do Sul, contaram a história de Eva Soares e Vanilda Nunes, duas das nove mulheres que trabalham na construção civil de Santa Maria. Elas fundaram um grupo chamado ‘Nível 8’, que integra a Incubadora Social da UFSM. As mulheres trabalham de forma independente, fazendo “bicos”, e enfrentam o preconceito da classe.

– O nome faz referência ao preconceito que elas sofrem na área. Para elas, o nível de igualdade seria o nível 10. É lá que elas querem chegar. Hoje elas se enxergam num nível oito, por isso o nome. Pra gente, poder contar essa história foi muito legal e reforça ainda mais os ideais que acreditamos desde que entramos para o curso, de contar histórias inspiradoras – conta Juliano, estudante do 7º semestre.

O resultado dos vencedores foi divulgado na última sexta-feira, dia 11, e quem avisou os selecionados foi o próprio apresentador Caco Barcellos.

– Era umas 16h de sexta e um número estranho me ligou. Na primeira chamada, nem atendi, achei que fosse o pessoal da telefonia me ligando. Mas era o Caco Barcellos me dando a notícia. É uma coisa fenomenal, nem nos melhores sonhos eu poderia imaginar. A gente achou que nunca ia encontrar uma história como essas que o Profissão Repórter conta. Mas aprendemos que qualquer lugar tem boas histórias – revela Stêvão, que está no 5ª semestre de jornalismo.

A reportagem será exibida no programa Profissão Repórter em breve e posteriormente vai ser disponibilizada no site do programa. Caco Barcellos ou algum representante da emissora deve vir a Santa Maria nos próximos meses para gravar uma sequência da matéria. Com a divulgação do material, eles esperam também ajudar a impulsionar o trabalho das mulheres.

Sobre Pedro Mello

Veja Também

Linhas de ônibus de Alegrete sofrerá alterações devido a paralisações dos caminhoneiros

Devido a paralisação de caminhoneiros  o transporte coletivo de Alegrete sofrerá algumas mudanças na rotina ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *