Últimas Notícias
Home / Esportes / Cinco motivos para assistir o UFC 219 com Cyborg x Holm na luta principal

Cinco motivos para assistir o UFC 219 com Cyborg x Holm na luta principal

O Ultimate tem tudo para fechar o ano de 2017 em grande estilo! O UFC 219, evento que acontece neste sábado (30)

 

Em Las Vegas, encerra a temporada da companhia com Cris Cyborg como maior destaque da promoção. A curitibana, candidata a estrela  no show, defende o cinturão peso pena contra a norte-americana Holly Holm. Ja na luta co-principal tem mais Brasil no octógono: Edson Barboza mede forças com o invicto Khabib Nurmagomedov de olho em uma disputa de título no peso leve.

 

Além dos brasileiros, o UFC 219 também conta com o retorno de Carlos Condit. O ex-campeão interino do peso meio-médio vem de duas derrotas e busca retomar o caminho das vitórias contra Neil Magny. Ainda na porção principal do show, a promissora Cynthia Calvillo também já pode se colocar perto do título peso palha caso passe pela ex-campeã Carla Esparza.

Finalmente, no peso mosca, o brasileiro Matheus Nicolau retorna de suspensão contra o perigoso Louis Smolka. O duelo, que está escalado para o card preliminar, pode colocar o ex-TUD Brasil de volta ao ranking, já que Smolka ocupa a 13ª colocação no momento.

UFC:
Previsões e resultados do Bing


1 – Cyborg perto do estrelato

Não é de hoje que a brasileira Cris Cyborg flerta com o estrelato no MMA, principalmente nos Estados Unidos. Morando no país há alguns anos, a lutadora adotou uma postura agressiva nas redes sociais para se tornar cada vez mais conhecida na Terra do Tio Sam. E, diante de Holly Holm, ela terá a oportunidade de se tornar uma das atletas mais famosas do UFC, independente de gênero ou categoria de peso.

Holm atingiu um outro patamar ao chocar o mundo com o nocaute sobre Ronda Rousey no UFC 193, em novembro de 2015. Mesmo que, desde então, a norte-americana tenha tido três derrotas e uma vitória, a fama ficou. E Cyborg será exposta a esse público no UFC 219. Sua mistura de brutalidade, técnica em pé e força têm tudo para torná-la uma campeã de vendas de pay-per-view no futuro.

Foi essa capacidade que fez com que o Ultimate investisse em Cyborg, apesar de desavenças entre a lutadora e figuras-chave da companhia, como o presidente Dana White e o comentarista Joe Rogan. Caso faça a primeira defesa de cinturão com sucesso, Cris terá ultrapassado mais uma barreira em seu histórico de superação e conquistas.

2 – Holm pode fazer história

Se Cyborg está em busca de reconhecimento por tudo que fez ao MMA, Holm quer fazer história. Ex-campeã peso galo do UFC, ela volta a ter a oportunidade de se tornar a primeira mulher campeã do Ultimate em duas categorias diferentes. Ela já teve outra chance – perdeu para Germain De Randamie no UFC 208, no primeiro combate pelo título peso pena que volta a disputar neste sábado.

Caso derrube a ampla favorita Cyborg, Holm repetirá o feito do UFC 193 e entrará em um clube, que até agora, é exclusivamente masculino, o dos bicampeões. São eles: Georges St. Pierre (médio e meio-médio), Conor McGregor (leve e pena), BJ Penn (meio-médio e leve), Randy Couture (pesado e meio-pesado).

Além disso, Holm também poderá se gabar de ser a única lutadora, independente do gênero, a ter títulos em mais de uma categoria, tanto no boxe quanto no MMA. Um legado e tanto para a norte-americana.

3 – Futuro dos leves

Enquanto Conor McGregor, campeão linear peso leve, e Tony Ferguson, dono do cinturão interino, não se resolvem, o restante da categoria segue em frente. E a luta co-principal do UFC 219 opõe os dois principais atletas da divisão sem um título no momento. O brasileiro Edson Barboza, que vem de vitórias sobre Gilbert Melendez, Anthony Pettis e Beneil Dariush, pega o invicto Khabib Nurmagomedov, que tem 24 vitórias em 24 lutas profissionais no MMA.

O combate é um clássico choque de estilos. Trocador perigoso e dono de um dos melhores chutes do UFC, Edson Barboza precisará lidar com o jogo de pressão e quedas do wrestler russo, que nunca deixou de quedar um oponente no Ultimate.

Durante a semana, Khabib deixou escapar que o vencedor desse duelo lutará pelo título. Resta saber contra quem. Para Barboza e Nurmagomedov, pouco importa. Os dois já disseram que o importante é o cinturão e não consideram Conor McGregor um campeão legítimo. Tudo indica, portanto, que o vencedor da luta enfrenta Ferguson.

4 – Retorno do ‘Assassino por natureza’

Um dos lutadores mais letais do UFC, Carlos Condit volta após mais de um ano fora do octógono. O “Assassino por natureza” chegou a flertar com a aposentadoria depois de ser dominado e finalizado por Demian Maia em agosto de 2016, mas decidiu dar uma última chance à própria carreira e enfrenta Neil Magny no card principal do UFC 219.

Apesar de ser perigoso, principalmente com o volume de golpes que impõe aos adversários, Magny é o oponente perfeito para medir a vontade, a concentração e, principalmente, a motivação de Condit, que chegou a ser campeão interino do Ultimate, antes de perder uma luta pela unificação dos títulos contra Georges St. Pierre.

5 – Promessas em ação

Além de veteranos e lutas importantes, o UFC 219 também marcará a principal luta de duas promessas do MMA: Cynthia Calvillo e Matheus Nicolau. A norte-americana de ascendência mexicana tem apenas seis lutas (e seis vitórias) na carreira, mas seu jiu-jitsu afiado pelo brasileiro Fábio Pateta chamou a atenção e ela enfrentará a ex-campeã peso palha Carla Esparza. Caso passe por esse teste, Calvillo já entra na conversa por uma disputa de cinturão, atualmente em posse de Rose Namajunas.

Já Nicolau busca refazer sua trajetória no UFC após ser pego em exame antidoping. “Formado” no TUF Brasil, o peso mosca terá pela frente o número 13 da categoria, Louis Smolka. Se conseguir passar por mais esse teste, o brasileiro volta ao ranking dos moscas e se coloca rumo a lutas maiores e, eventualmente, uma disputa de título.

Ficha técnica do UFC 219:

DATA E HORÁRIO: 30/12/2017, a partir das 21h45 (horário de Brasília)

LOCAL: T-Mobile Arena, Las Vegas, Estados Unidos

TRANSMISSÃO: Canal Combate

Card principal

Peso pena: Cris Cyborg x Holly Holm

Peso leve: Khabib Nurmagomedov x Edson Barboza

Peso leve: Dan Hooker x Marc Diakese

Peso palha: Cynthia Calvillo x Carla Esparza

Peso meio-médio: Carlos Condit x Neil Magny

Card preliminar

Peso pena: Myles Jury x Rick Glenn

Peso meio-pesado: Khalil Rountree x Michal Oleksiejczuk

Peso médio: Marvin Vettori x Omari Akhmedov

Peso mosca: Louis Smolka x Matheus Nicolau

Peso galo: Tim Elliott x Mark De La Rosa

Fonte : Msn site

 

Sobre Pedro Mello

Veja Também

Croácia vira sobre a Inglaterra e pega a França na final da Copa que pode ter bicampeão ou campeão inédito no domingo (15)

Time croata fez história chegar pela 1ª vez a uma final de Copa do Mundo ...