Home / Notícias / Corpo da atriz Tônia Carrero é velado no Theatro Municipal do Rio
Joy Buteco

Corpo da atriz Tônia Carrero é velado no Theatro Municipal do Rio

Corpo da atriz Tônia Carrero é velado no Theatro Municipal do Rio, no Centro (Foto: Matheus Rodrigues/G1)

Atriz morreu, aos 95 anos, de ataque cardíaco durante cirurgia. Diva e dama da dramaturgia brasileira participou de 54 peças, 19 filmes e 15 novelas.

 

corpo da atriz Tônia Carrero, ícone da TV brasileira, começou a ser velado na tarde deste domingo (4) no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no Centro. O velório, programado para ter oito horas de duração, vai até às 22h .

O corpo chegou ao teatro por volta de 13h20. Antes da cerimônia ser aberta ao público, somente a família teve acesso ao interior do prédio.

A atriz morreu de ataque cardíaco, pouco depois das 22h de sábado (3), durante uma cirurgia, numa clínica particular na Gávea, na Zona Sul. Ela tinha 95 anos e havia sido internada na véspera em decorrência de uma úlcera no sacro. Ela morreu durante procedimento médico, segundo informou a neta Luísa Thiré.

Retrato da atriz Tônia Carrero feito em 1993 (Foto: Epitácio Pessoa/Estadão Conteúdo)

Retrato da atriz Tônia Carrero feito em 1993 (Foto: Epitácio Pessoa/Estadão Conteúdo)

Tônia é a matriarca de uma família que tem quatro gerações de artistas: além do único filho, o ator Cécil Thiré, netos e bisnetos também seguiram a carreira. Ela é classificada pelo projeto Brasil Memória das Artes, da Funarte, como “diva e dama” e “referência de beleza, inteligência e talento na história do teatro brasileiro”.

Tônia Carrero participou de 54 peças, 19 filmes e 15 novelas ao longo de sua carreira. Sua última novela foi “Senhora do Destino” (2004), na qual fez uma participação especial. No cinema, sua última aparição foi em “Chega de Saudade” (2008).

Homenageada do Prêmio Shell de 2008, ela atuou no teatro pela última vez em 2007, em “Um Barco Para o Sonho”, peça produzida pelo filho Cécil e dirigida pelo neto Carlos Thiré.

Tônia começou na televisão na década de 60, a convite do autor Vicente Sesso, para fazer “Sangue do Meu Sangue” ao lado de Fernanda Montenegro e Francisco Cuoco. A novela do diretor Sérgio Britto foi exibida em 1969 pela TV Excelsior.

Um de seus personagens mais marcantes foi a sofisticada e encantadora Stella Fraga Simpson, em “Água Viva” (1980), de Gilberto Braga. Tônia viria a trabalhar novamente com o autor em 1983, na novela “Louco Amor”, desta vez interpretando Mouriel.

Tônia Carrero e Paulo Autran em 'Seis Personagens à Procura de um Autor', de Luigi Pirandello, 1959. Direção: Adolfo Celi. (Foto: Cedoc/Funarte)

Tônia Carrero e Paulo Autran em ‘Seis Personagens à Procura de um Autor’, de Luigi Pirandello, 1959. Direção: Adolfo Celi. (Foto: Cedoc/Funarte)

 

Sobre Pedro Mello

Veja Também

Perseguição e troca de tiros com a polícia termina com dois suspeitos mortos e dois feridos em Porto Alegre

Polícia militar desconfiou da movimentação dos suspeitos, que atiraram contra a viatura e iniciaram a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *