Home / Destaque / Grêmio vence Independiente nos pênaltis e é campeão da Recopa
Joy Buteco

Grêmio vence Independiente nos pênaltis e é campeão da Recopa

Decisão sul-americana ficou no empate por 0 a 0 e foi definida em defesa de Marcelo Grohe, que pegou último pênalti da disputa

Marcelo Grohe defendeu o último pênalti, que culminou no título do Grêmio

Diego Vara/REUTERS – 22.02.2018

O Grêmio é o campeão da Recopa Sul-Americana de 2018. Na Arena, nesta quarta-feira (21), o jogo contra o Independiente ficou empatado por 0 a 0 no tempo regulamentar, e então foi à prorrogação. O placar persistiu, levando a partida para a disputa de pênaltis, decididos na última cobrança em defesa de Marcelo Grohe.

Nas cobranças, 5 a 4 para o Imortal. Maicon, Cícero, Jael, Everton e Luan converteram para o Grêmio. Gaibor, Meza, Domingo e Romero fizeram para o Independiente.

Na cobrança de Benítez, a última do clube de Buenos Aires e do jogo, Grohe se esticou e deu o segundo título da Recopa para o Tricolor, que já havia conquistado a taça da competição em 1996, contra o próprio Independiente.

O jogo foi movimentado do início ao fim. No entanto, sem gols. Logo aos 7, Everton saiu na cara do gol, passou pelo goleiro e chutou rasteiro, mas Amorebieta tirou em cima da linha.

Dois minutos depois, Grohe fez ótima defesa em chute colocado de Fernández. Na sequência, um bombardeio gremista: Everton cruzou fechado e a zaga cortou. Novo chute, novo bloqueio da defesa. Na sobra, dentro da pequena área, Alisson finalizou, mas Campaña defendeu.

Aos 20, Léo Moura sentiu dores, caiu no gramado e teve de ser substituído. Paulo Miranda entrou em seu lugar. Poucos minutos depois, uma boa oportunidade de falta para cada lado: primeiro, Luan cobrou e a zaga afastou; para o Rey de Copas, Fernández cobrou colocado e mandou para fora.

A chance mais clara do primeiro tempo veio aos 37, quando Luan se aproveitou de falha da zaga e saiu na cara do gol, mas perdeu a oportunidade.

Aos 39, lance polêmico na Arena: Luan foi atingido por um pé alto de Amorebieta e a dividida fez uma ferida na costela do atacante, que se irritou e a mostrou para o árbitro Enrique Cáceres, que pediu a arbitragem de vídeo. Cáceres reviu o lance na telinha e deu o cartão vermelho a Amorebieta.

No primeiro jogo da Recopa, em Buenos Aires, a arbitragem de vídeo já havia sido utilizada, ocasionando a expulsão de Gigliotti, aos 27 do 1º tempo.

Na segunda etapa, aos 8, Everton fez boa jogada e finalizou com força, mas Campaña defendeu mais uma vez.

O que se viu durante os minutos seguintes foi o Grêmio insistindo, mas parando na boa atuação do goleiro do Independiente ou falhando na pontaria. E essa foi a tônica até os 48 minutos de jogo, ao fim do tempo regulamentar.

Na prorrogação, mesmo com um atleta a menos, o Independiente jogou de igual para igual com o Imortal, e as duas equipes criaram chances de perigo.

Aos 3 minutos do segundo tempo da prorrogação, Jael cobrou falta, a bola desviou na barreira e quase surpreendeu Campaña, que se recuperou e fez ótima defesa. Aos 14, Maicosuel avançou pela direita, invadiu a área e chutou cruzado, mas parou no goleiro adversário, que fez grande partida.

Sobre Pedro Mello

Veja Também

Colômbia tem jogador expulso aos 2 minutos e perde para o Japão

Seleção japonesa arrancou na Copa com surpreendente vitória A Colômbia estreou com derrota para o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *