Últimas Notícias
Home / Destaque / Morre bombeira voluntária que teve corpo queimado após celular incendiar

Morre bombeira voluntária que teve corpo queimado após celular incendiar

19 de Abril de 2018

Gysa teve praticamente todo o corpo queimado em um incendio no dia 02 de abril em Gravataí

A bombeira e  socorrista Gysa Martins 37 anos , que se queimou após um incêndio provocado por um curto enquanto carregava seu celular sobre a cama , morreu por volta das 5 horas da madrugada desta quinta feira (19) .

Ela sofreu queimaduras de terceiro grau em praticamente todo o corpo e em decorrência do fogo e fumaça também teve seu sistema respiratório muito comprometido.

A morte foi confirmada por volta das 5 horas.

Ela ficou gravemente ferida após um incêndio provocado por um curto circuito em um celular. Parte do apartamento dela também pegou fogo.

Gysa, como era conhecida, teve cerca de 90% do corpo queimado. O aparelho celular da bombeira estava carregando ao lado da cama, quando houve o curto.

Ela atuava no resgate Grave, com cobertura em Gravataí e Cachoeirinha.

Gysa estava internada no hospital de Pronto socorro de Porto Alegre(HPS) desde o último dia 03 de abril. No dia anterior por volta das 18 horas , seu marido , Ronaldo de Quadros , chegava no condominio onde moravam  em Gravataí quando percebeu as chamas .

Ronaldo arrombou a porta e viu que o apartamento estava tomado por uma fumaça preta e Gysa estava gemendo na sala . ele conseguiu retirá-la para a rua gysa recebeu os primeiros atendimentos no hospital Dom João Becker e logo depois removida para o HPS tamanha a gravidade dos ferimentos .

O irmão de Gysa , Cléber disse que dois dias  depois do incidente , que ela só não havia queimado os pés .

Gysa estava dormindo e o celular sobre a cama conectado ao carregador .

Ronaldo publicou em seu perfil no facebook um alerta para que as pessoas jamais deixem seus celulares carregando durante a noite .  ele informou no post que o carregador entrou em curto e que estava próximo ao colchão .

Não há informações se o carregador utilizado era original da marca do aparelho ou um genérico .

Pela internet não são dificil encontrar diversos alertas sobre carregadores genéricos .

Segundo especialistas , eles não possuem dispositivos de segurança que impeçam o superaquecimento e até mesmo um curto-circuito.

Gysa atuava no Grupo de Bombeiros Voluntários CBV de Eldorado do Sul e no Grupo de Resgate e ApoioVoluntario de Emergência (GRAVE) de Cachoeirinha .

A família ,  é de Uruguaiana ,em sua rede social Ronaldo publicou ,uma despedida para sua esposa ”  Luto para ela era um verbo , para mim hoje uma dor eterna ” .

Web Noticias Alegrete .

 

 

 

Sobre Pedro Mello

Veja Também

INSS convoca mais de 15 mil segurados para perícia no RS

Aposentados por invalidez ou beneficiados por auxílio-doença não foram localizados anteriormente Cerca de 15,6 mil ...