Bloqueios aconteceram em várias partes do paíssetor de comunicação / MST

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) iniciou nas primeiras horas desta sexta-feira (6), o bloqueio de rodovias no Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Pernambuco e Espírito Santo, Sergipe e Minas Gerais.  As ações ocorrem em protesto contra adecretação da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Durante a tarde, houve registros de bloqueios também no Rio Grande do Sul. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a BR-293 foi interrompida no km 75, em Cerrito, e pneus foram queimados no local. O trânsito ficou bloqueado por pouco menos de 2 horas. O tráfego foi liberado por volta das 18h30min. Já na altura do km 136, em Candiota, a mesma BR-293 também foi interrompida. Em Erechim, houve protesto também na RS-135, km 73. O trânsito ficou bloqueado por pouco mais de 1 hora.

Em território paranaense, o MST informou que bloqueou trechos da PR-473, que liga Quedas do Iguaçu a São Jorge d’Oeste. Famílias protestaram também na PR-170, entre os municípios de Porecatu e Florestópolis. Segundo o movimento, cerca de 400 militantes fecharam a BR-381 (Fernão Dias), que dá acesso de São Paulo à Belo Horizonte, por volta das 10 horas desta sexta-feira.

Tiro

MST relatou ainda que, durante o fechamento da BR-101, na Paraíba, uma pessoa foi ferida por um tiro. Um homem não identificado furou o bloqueio e atirou com arma de fogo numa mulher membro do movimento, Lindinalva Pereira de Lima Filha. A vítima foi levada ao hospital.

PRF / Divulgação
BR 293 foi bloqueada em Candiota, onde pneus foram incendiadosPRF / Divulgação
setor de comunicação / MST
Militantes Sem Terra fecharam a BR 381 (Fernão Dias)setor de comunicação / MST
setor de comunicação / MST
Mato Groso Sul, próximo ao munício de Dois Irmãos do Buritisetor de comunicação / MST
setor de comunicação / MST
Sem Terra marcham em Cucaia (CE)
Pedro Mello / Web Noticias Alegrete 
FONTE : GAUCHA ZH