Home / Geral / O reservatório que abastece de água cerca de 6 milhões de pessoas na Grande São Paulo chegou a 12,3% da capacidade. Os demais reservatórios da região metropolitana de São Paulo também registraram elevação.
Joy Buteco

O reservatório que abastece de água cerca de 6 milhões de pessoas na Grande São Paulo chegou a 12,3% da capacidade. Os demais reservatórios da região metropolitana de São Paulo também registraram elevação.

29

 

São Paulo – O nível do Sistema Cantareira, que permaneceu estável de segunda (2) até sexta-feira (6)  em 11,7%, voltou a subir neste fim de semana, apontam dados da Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp). Domingo (8), o reservatório que abastece cerca de 6 milhões de pessoas na Grande São Paulo chegou a 12,3% da capacidade. Entre sábado e domingo, choveu 59,5 milímetros (mm) nas represas que formam o sistema. A média pluviométrica para março é 178 mm.

Os demais reservatórios da região metropolitana de São Paulo também registraram elevação neste domingo. O maior acréscimo ocorreu no Guarapiranga, cujo nível passou de 64,2% para 67,7%. No Alto Cotia, as chuvas, que somaram quase 90 mm, contribuíram para que a capacidade do sistema chegasse a 44,8%. O nível de armazenamento alcançou 19,1% no Alto Tietê, um acréscimo de 0,3 ponto percentual.

No Rio Grande, o volume armazenado passou de 86,6% para 87,7%. Esse é o sistema com melhor situação na região metropolitana. O Rio Claro foi o que menos subiu neste fim de semana, registrou 0,1 ponto percentual. Ele chegou a 38,9% da capacidade.

Na última sexta-feira, a Justiça Federal limitou a retirada de água do Cantareira para que sejam preservados ao menos 10% do volume útil original para a época de estiagem, que começa em 30 de abril. A liminar da juíza substituta Renata Coelho Padilha ratifica outra decisão provisória, de outubro do ano passado, da 3ª Vara Federal em Piracicaba, mas que havia sido derrubada em recurso.

A Justiça determinou ainda que a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Departamento de Águas do Estado de São Paulo (Daee) estipulem semanalmente metas de restrição para permitir a recomposição dos níveis dos reservatórios. O objetivo é que em cinco anos o Sistema Cantareira volte a 95% da capacidade.

Em nota, a Sabesp informou que, para os reservatórios chegarem ao fim de abril com 10% da capacidade total, é necessária uma vazão afluente média de 56 metros cúbicos por segundo (m³/s) nas próximas semanas. A afluência média de 1º de janeiro a 5 de março de 2015 foi 25 m³/s. A empresa lembrou que já reduziu em 56% a retirada de água do Cantareira e que ampliar as reduções implicariam sacrifícios ainda maiores para a população.

 

 

 

 

Sobre

Veja Também

Avião com DJ Alok sai da pista ao decolar em aeroporto de Juiz de Fora neste Domingo

Avião com DJ Alok saiu da pista em Juiz de Fora Reprodução Twitter Artista se apresentou ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *